We export ONLY to BRAZIL. This page describes the basics for the export/import workflow and it is written in Portuguese-BR. Thank you for choosing our company as your export dealer in the United States of America.

 
Import - Small.jpeg

É necessário que o importador seja registrado no Exército Brasileiro como CAC - Caçador, Atirador, Caçador, e portador de Certificado de Registro válido. Para informações detalhadas sobre como obter o seu CR, clique aqui.

O processo de importação exige um fluxo que coordena a emissão de documentações e licenças em ambos os países, ou seja, não pode ser efetuado através de uma compra on-line no site. Em geral este processo dura de 6 a 8 meses.

Em resumo, o processo de importação envolve os seguintes passos principais:


1- Planejamento da importação: a ser definido pelo importador com a orientação do exportador (loja onde a compra será efetuada). Nesta fase, evite intermediários, pois a seleção do armamento e acessórios, a garantia de disponibilidade do inventário, bem como a simulação do investimento global a ser realizado será fornecido diretamente pela loja exportadora. Um aspecto muito importante é dimensionar o valor total dos produtos controlados pelo Exército Brasileiro ou simplesmente conhecidos pela sigla PCE, pois até o limite de USD$3.000 (três mil dólares americanos) poderão se beneficiar da legislação relativa à tributação simplificada. Os aparelhos óticos por não serem PCE (com algumas exceções) não necessitam de CII.   
 

2- Efetivação da compra: Aprovação dos orçamentos, emissão dos respectivos pedidos de compra e emissão da documentação contratual relativa à compra e a exportação, ou seja, da colocação do seu armamento no aeroporto de destino. 
 

3- Registro e emissão do requerimento de importação: Elaboração e registro dos respectivos certificados internacional de importação (CII) junto à Diretoria de Fiscalização de Produtos Controlados (DFPC), do Exército Brasileiro. 
 

4- Registro e emissão de licenças de Exportação: Elaboração e registro da respectiva licença de exportação junto ao Bureau of Industry and Security, órgão do Departamento de Comercio do Governo americano. 
 

5- Obtenção da autorização para embarque: A partir da autorização para embarque emitida pelo DFPC, inicia-se a fase da logística internacional, ou seja, transferir as armas do aeroporto de origem para o aeroporto de destino. No caso da nossa empresa utilizamos o exportar para Guarulhos (GRU) a partir de Miami (MIA). Em ambas as localidades contamos com os serviços especializados dos nossos parceiros Python Logistics, em Miami, e Delphi Despachos Aduaneiros, em Guarulhos. 
 

6- Despacho aduaneiro e militar: A partir da recepção da carga entregue em Guarulhos, a nossa parceira Delphi irá proceder todos os trâmites militares e aduaneiros para a liberação do armamento importado. Nesta fase do processo, após a liberação pela Receita Federal do Brasil (RFB) para pagamento dos impostos, o importador irá recolher os tributos e efetuar o pagamento dos serviços realizados pelos despachantes.
 

7- Entrega do armamento: Tão logo os tributos sejam pagos e a liberação da carga seja autorizada pela RFB o importador será convidado a comparecer no Terminal de Cargas (TECA) do aeroporto de Guarulhos para retirar as armas importadas. Para os importadores residentes na 2ª. Região Militar os serviços prestados pelos nossos despachantes incluem a emissão dos respectivos Certificado de Registro de Arma de Fogo (CRAF) e Guia de Tráfego (GT).

Como parte da etapa inicial, sugerimos entrar em contato conosco para um primeiro contato (sem compromisso), para nos informar as armas que deseja importar. Desta forma, poderemos colaborar com o planejamento da sua importação e gerar as respectivas cotações.

Para tanto, por favor envie um email para SALES@BRAZILSS.COM detalhando as armas e acessórios que deseja importar. 

IMPORTANTE: NÃO TEMOS REPRESENTANTES AUTORIZADOS NO BRASIL.